AD_DERMATOLOGICAL-EXPERTISE_SKIN-CONSULTATION-ARMS-HANDS_LARGE_2021

Dermatologia: especialista em pele frágil

Olhar para a pele frágil de uma perspetiva dermatológica tem sido a abordagem única de Aderma durante quase 40 anos

O que é a pele frágil? É pele que é hipersensível. 
Em 2014, graças à colaboração com peritos internacionais, a A-DERMA deu uma definição científica de pele frágil que foi publicada: é uma pele desequilibrada que tem menos resistência à agressão. Por outras palavras, é uma pele com uma barreira cutânea vulnerável. 
Sendo a primeira marca dermatológica especializada em peles frágeis, demos um passo em frente e demonstrámos que não existe apenas uma, mas muitos tipos de peles frágeis. O que têm elas em comum? Uma necessidade de produtos eficazes e verdadeiramente seguros que orientem a nossa abordagem diariamente, em todas as fases da conceção dos nossos produtos. 

E se todos nós tivermos pele frágil?

pele caucasianos do norte (Suécia, norte de França)

pele caucasianos do sul (Espanha, Sul de França)

pele asiática

pele negra

Estudo epidemiológico realizado em mais de 9000 indivíduos em 12 países

Não há apenas um, mas muitos tipos de pele frágil. 

Quer seja criança ou adulto, homem ou mulher, todos nós temos pele frágil em algum momento da nossa vida. A pele dos bebés é inerentemente frágil, tal como a pele seca ou envelhecida. Mas a pele pode também tornar-se frágil como resultado de agressões, como o sol, ou devido a uma patologia, como a acne ou dermatite atópica. A fragilidade nem sempre se encontra onde pensamos que está.

  • Não, a pele clara não é a mais frágil, mas sim a asiática, negra ou de raça mista.
     
  • A juventude não é sinónimo de pele resistente; os indivíduos com menos de 35 anos apresentaram uma pele mais frágil.
     
  • A pele negra não é poupada da dermatite atópica, na realidade é a pele que mais sofre com ela.
     
  • A pele frágil não é uma doença.

 

Sou afetado? 

A pele frágil requer cuidados
Conhecimentos dermatológicos 

Uma pele indefesa e frágil requer cuidados suaves mas eficazes. Para desenvolver uma gama de produtos à medida capaz de suavizar, proteger e cuidar da pele frágil, na A-DERMA realizámos nada menos que 214 estudos clínicos em mais de 36.000 pacientes, arquivámos 22 publicações científicas internacionais** e somos parceiros de uma rede de 45.000 médicos*. O desenvolvimento de cada um dos nossos produtos é inspirado pelo nosso forte rigor farmacêutico, a fim de oferecer a solução mais apropriada para cada tipo de fragilidade. 

*Número de dermatologistas, pediatras e clínicos gerais visitados pelos laboratórios dermatológicos A-DERMA em todo o mundo.
* Fonte: "ESTUDOS CLÍNICOS ATUALIZADOS de 2011 a 28MAI2021.
 

Ler mais

AD_NUTRITION_WOMAN-APPLYING-CREAM-LEGS_LARGE_2021 577x577
AD_ROSACEA_WOMEN-EYES-CLOSED_SQUARE_2021 472x472

A nossa abordagem
Centralidade do paciente

A centralidade do paciente é uma abordagem fundamental, no centro das nossas preocupações como marca dermatológica empenhada, porque está em última análise ligada à eficácia dos produtos de cuidado.

*Praticidade dos produtos
 

Gostaria de saber mais

Voltar ao topo