Onde encontrar-nos
ou
Localizar-me
List
Map
Como agir contra os pequenos males de verão?Back
 
 

Como agir contra os pequenos males de verão?

Esfoladelas, picadas, arranhões, etc. Aprenda mais sobre os riscos do verão e as dicas para escapar aos mesmos.

Sim às férias! O verão, o sol, o mar, o “dolce fare niente”... E as esfoladelas, picadas, escoriações. Tal como nós, com os dias de sol os pequenos animais também andam cá fora, quer seja no mar, na montanha ou no campo.

O que é que se passa depois de uma picada?

Detalhe informativo:

A de abelha, vespa, vespão, etc.:
A picada não passa despercebida, é dolorosa e não tem a ver com o ferrão, mas sim com o veneno injetado. Quanto ao ferrão, é sempre de desconfiar, pois o mesmo fica na pele, no caso das abelhas, mantendo por vezes uma parte do saco de veneno.
Como reagir? Em primeiro lugar, identificar o inseto, se for possível. Em seguida, retirar o ferrão muito rapidamente, pois basta um minuto para o saco de veneno se esvaziar. É bom aplicar uma fonte de calor e, depois, de frio, e desinfetar com um antisséptico local. Verificar também se a vacina do tétano está em dia.


M de mosquito:
Com estes insetos, o momento da picada passa, muitas vezes, despercebido, uma vez que não há difusão de veneno.
O método do mosquito consiste em injetar uma espécie de saliva contendo uma molécula encarregada de fluidificar o sangue para melhor o aspirar com a tromba. A dor ou desconforto e a comichão surgem depois, aquando da reação inflamatória cutânea. O mosquito, por seu lado, já estará longe, na pele de outra pessoa!


M de medusa:
Os seus tentáculos cheios de células urticantes estão na origem das picadas, caracterizadas por dores fortes, comparáveis a descargas elétricas. São acompanhadas de comichão forte.
Como reagir? Retirar, com uma pinça, os tentáculos que ficarem colados à pele. Nunca esfregar mas antes enxaguar com água do mar. Nunca com água doce, pois esta faz rebentar as células urticantes! Desinfetar com um antisséptico.

P de peixe-aranha:
Estes pequenos peixes possuem espinhos venenosos que, quando pomos o pé ou a mão sobre os mesmos, libertam um veneno, fonte de dor forte, de edema local e, muitas vezes, também de náuseas.
Como reagir? Aplicar, imediatamente, uma fonte de calor (como, por exemplo, água aquecida a 45° C, ar do secador de cabelo, etc.) durante um quarto de hora, no mínimo, sobre a zona picada. Na realidade, o veneno do peixe-aranha é destruído pelo calor. Em seguida, também aqui, limpar e desinfetar é indispensável.

De qualquer forma, não hesite em pedir aconselhamento ao seu médico assistente ou farmacêutico.

O que fazer em matéria de prevenção?

No que se refere às picadas, a prevenção é, ainda, a melhor opção. Alguns gestos simples costumam bastar para afastar o inimigo.
• Utilizar produtos repelentes, aplicados diretamente na pele ou vaporizados, ou difundidos através dos ventiladores na atmosfera.
• Usar vestuário que cubra o corpo, folgado e de cores claras.
• Proteger a cama e as janelas com redes mosquiteiras.
• Evitar caminhar de pés descalços.
• Fazer uma pausa no uso de perfumes e cosméticos perfumados.
• Em caso de ataque, procurar rapidamente abrigo.

Dica suplementar

Quer o seu destino seja a Côte d’Azur, Itália ou Ásia, leve sempre consigo um estojo de primeiros socorros para passar umas férias tranquilas. Produtos para tratar as picadas, mordidelas, mas também queimaduras, arranhões e esfoladelas, frequentes nas crianças, mas também nos adultos no caso de passeios, por exemplo. Como é óbvio, o tipo e a quantidade dos produtos devem ser adaptados em função do local e da duração das férias, mas também em função dos “participantes”, nomeadamente, se houver crianças.

Onde encontrar-nos
ou
Localizar-me
List
Map
Newsletter
Receba informações exclusivas sobre os nossos produtos, novidades e conselhos para cuidar da sua pele.